InícioNotíciasDe São Domingos-GO: Dupla é condenada por matar homem que viralizou após...

De São Domingos-GO: Dupla é condenada por matar homem que viralizou após velar a mãe sozinho

Na terça-feira (8), Bárbara Morais dos Santos e Matheus Teixeira Carneiro, réus confessos, foram condenados por espancar, colocar fogo e matar José Ricardo Fernandes, de 44 anos, natural de São Domingos, no nordeste goiano.

José Ricardo ficou famoso na internet em 2019 ao postar foto em que velava sozinho sua mãe. O crime aconteceu no dia 10 de julho deste ano, no conjunto Estrela do Sul, em Aparecida de Goiânia. Os condenados mataram a vítima com a intenção de pegar o dinheiro de uma vaquinha virtual feita para ajudar José em um tratamento de saúde.

O tribunal do júri entendeu que Bárbara e Matheus praticaram o crime por motivo torpe e que os dois tinham plena consciência do que estavam fazendo. De acordo com a sentença, que condenou Bárbara a 18 anos e seis meses de reclusão em regime fechado, Bárbara agiu de forma premeditada, visto que, conforme relatado por ela mesma, foi criado um perfil falso em uma rede social para contratar uma pessoa que desse fim à vida da vítima.

A criminosa também participou do espancamento e, posteriormente, do incêndio ao corpo da vítima. O juiz do caso, Leonardo Fleury, afirma que a ré revelou uma “frieza e clara a intenção sórdida de matar”. Até então, Bárbara não possuía antecedentes criminais.

Já Matheus terá uma pena maior, totalizando 23 anos e nove meses de prisão, pois sobre ele recaiu a autoria do furto e o agrave de já ter antecedentes criminais. O réu relatou ter agido com extrema violência contra a vítima, o que segundo a sentença, demonstra uma “frieza e comportamento repugnante”. O juiz negou a possibilidade de recorrem em liberdade.

Apesar de Bárbara não ter sido condenada também pelo roubo, ela terá que indenizar a família da vítima no valor de R$ 30 mil, que ainda será corrigido monetariamente desde a data de morte da vítima até o dia de seu efetivo pagamento. O dinheiro foi arrecadado através da “vaquinha” e Bárbara declarou que o gastou. Matheus também terá que pagar 10 dias-multa no valor de, aproximadamente, R$ 350.

Como o crime ocorreu

Bárbara se dispôs a ajudar José para arrecadar dinheiro para um tratamento de saúde e, então, passou a ir frequentemente na casa da vítima. Com a intenção de ficar com o valor que haviam arrecadado (R$ 30 mil), ela começou a planejar o homicídio. Então fez um perfil falso nas redes sociais com um anúncio no qual dizia procurar uma pessoa que pudesse “acabar com um velho tarado”.

Matheus se interessou, entrou em contato e planejou o homicídio, sob a promessa de receber R$2 mil pelo serviço. No dia do crime, Bárbara foi até a residência da vítima e abriu o portão para Matheus entrar, que se passava por um doador de cesta básica.

José chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

POSTAGENS RELACIONADAS
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

MAIS LIDAS DA SEMANA